top of page
Buscar

Meu velho PAI!

Estamos no segundo domingo de agosto, dia dedicado à dar graças a Deus pela figura paterna na família! É o domingo do dia dos Pais! Para este dia, trazemos o artigo testemunhal escrito por Angela Mendonça, da vida de aliança da Comunidade Legati Christi.

O pai católico é realmente o instrumento na mão de Deus na questão da paternidade. Ele não só compreende as leis de Deus, mas sabe apresentar ao seu filho que o cristianismo é a única religião verdadeira, e Deus em Cristo é o único Deus verdadeiro, e, portanto, é única forma possível de obter uma educação proveitosa e disciplinada em relação ao Senhor.


Ter sido filha de pais com mais de quarenta anos não é meu privilégio, e isso é uma grande graça aos olhos de Deus. No Evangelho de São Lucas, ele cita a grande graça concebida por Deus sobre São Zacarias e Santa Isabel: “Ambos eram justos diante de Deus e observavam irrepreensivelmente todos os mandamentos e preceitos do Senhor” (Lc 1,6), após minha mãe ter tido dois abortos espontâneos, meus pais nunca duvidaram a graça de Deus, em que Deus lhe permitisse em ter uma filha mulher. Com muita fé, espiritualidade, e confiança as obras de Deus e uma boa orientação espiritual suas preces foram ouvidas.


Muitas vezes, éramos surpreendidos com piadinhas: “ela é sua filha ou sua neta? ”, tudo era considerado uma brincadeira, pois sabíamos o quanto foi grandioso estar ali, e viver cada instante com meu velho pai, penso que nenhum pai é perfeito, se Abraão cometeu erros e, na sua fraqueza, tinha momentos em que confiava mais em si mesmo do que nos conselhos de Deus e apesar disso, ele tinha qualidades que ainda hoje são um exemplo, imagina nós que somos meros leigos neste mundo, como não ser julgados por homens.

Entretanto, em Isaías 6 3:16 afirma “ tu és o nosso Pai. Abraão não nos conhece e Israel nos ignora; tu, Senhor, és o nosso Pai e, desde a antiguidade, te chamas nosso Redentor. ” Só Deus sabe o que passa em nossas vidas, e a Ele devemos confiar nossas angustias e aflições.


O tempo foi passando, e meu velho pai foi se despedindo desta vida, cada dia era um adeus, uma despedida, entendíamos a sua partida pois a sua peregrinação de vida terrestre segundo o projeto divino estava terminando, o que confortava o coração vinha do Evangelho de João 11:25-26 "Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá”, e nesta confiança creio que meu velho pai está em um lugar muito bom ao lado de Deus.

Apesar da diferença gigantesca da idade, construímos uma bela amizade entre pai e filha, meu velho pai era na verdade minha criança, ele me ensinou a AMAR ao próximo, aos amigos e inimigos, me ensinou a respeitar as diferençar, e ser sempre honesta. Meu pai tinha algo que diferenciava de todos outros pais que eu conhecia, ele tinha muita confiança em mim, ele acreditava em mim e em meus sonhos, não importava o quanto surrealista era, meu velho pai entrava comigo em meus planos.


A Comunicação era muito forte, discutíamos muito sobre o certo e o errado, o ético, e o que era moral, percebi que isso já estava escrito no conselho de Tiago 1:19 “Todo homem tem de ser rápido no ouvir, vagaroso no falar, vagaroso no furor.” E isso fazia de meu velho pai ser um Novo Pai!!! E além das brincadeiras ninguém o entendia ou o compreendia.

Com este testemunho da importância e fundamento da figura paterna na família, desejamos a todos os papais leitores do Jornal Louvor, e amigos da Comunidade Legati Christi um FELIZ DIA DOS PAIS!

Que Deus por intercessão de São José, abençoe e ilumine a cada um de vocês, nesta linda vocação de ser este pilar na família cristã!

29 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 commento


Legati Christi
Legati Christi
10 ago 2020

😃🙄

Mi piace
bottom of page