top of page
Buscar

O tépido Católico

“Aquele que luta tem o que esperar. Onde há luta, há coroa.”

(Santo Ambrósio)

Caros irmãos, o que dói mais, ofender um irmão em defesa da verdade ou arder eternamente em um fogo incessante? Isso não deve ser motivo de escândalo, ao contrário, deve ser uma virtude que todo, repito, todo o católico deveria exercitar. A doutrina e os dogmas deveriam estar bem explícitos a todos, do contrário como iremos defender a verdadeira e única Igreja que é a católica. Não sejam católicos mornos, que vamos a Santa Missa lá de vez em quando, comungamos do Corpo de Nosso Senhor em pecado e não temos preocupação de conhecer a beleza e magnitude da obra de Deus. Isso é se condenar, deixar o demônio usufruir de sua alma e de despreocupar da salvação.

O século XXI trouxe inúmeros benefícios a todas as pessoas, a disponibilidade informações que antes eram desconhecidas tornou-se público, o acesso a artigos e pesquisas para aprofundamento pessoal tornou-se a base de um click, e sem falar de inúmeras facilitações para a comunicação e desenvolver de empresas e até mesmo da Igreja. Porém com ele também veio uma “secularização mundana”, ou seja, a pornografia tornou-se de fácil acesso, as redes sociais tornaram-se motivo de exacerbação e um espaço para expor-se, ou seja, um verdadeiro “rolar de pecados”. É evidente as supressões que estão sendo feitas aos católicos nesses meios não há liberdade para expor o seu ponto de vista e anunciar o Reino de Deus, a alegação é que esse “pensamento” é uma doutrinação medieval supressora, que, quer fazer tudo para algo que não se pode ver.

Vendo por certo ponto, parte disto é culpa nossa, deixamos que o liberalismo tomasse conta de nossos principais canais de transmissão da verdade e cada vez que vamos falar de Nosso Senhor temos de ser politicamente corretos, ou seja, temos de ficar quietos para “as atualidades errôneas do momento”, dentre outras coisas que não condizem com nossa fé. Irmãos, nossa Igreja tem mais de 2000 anos, temos uma tradição a defender, precisamos abrir o olho e ver que estamos sendo suprimidos por falsas religiões que idolatram deuses inexistentes e até mesmo as comunidades satanistas que vem ganhando força. Porém não nos desesperemos, Cristo nos disse que o mal não prevaleceria e, que o demônio teria a cabeça esmagada pelos ternos pés de uma Santa e Imaculada Mulher, que é Nossa Senhora, então apenas façamos nossa parte e deixemos que Cristo cuide do resto, mas repito, temos de fazer a nossa parte, ou seja, seguir os mandamentos e buscar a santidade.

Quantas almas os apóstolos e os discípulos de Nosso Senhor conduziram ao reino dos céus através do testemunho, e aqui entra uma parte que deve ser bem explicitada. São Francisco de Assis disse: “Pregue o Evangelho em todo o tempo. Se necessário use palavras”, acho que mais explicito que isso impossível, mas adentremos na questão. O espirito Santo através dos homens nos deixou a Sagrada Escritura, tal é composta por 73 livros, dentre os quais, quatro se chamam Evangelhos. A palavra evangelho deriva do latim, “evangelĭum” e significa, “boa notícia”, ou seja, nesses quatro livros estão escritos a vida de Nosso Senhor, desde sua Encarnação até sua gloriosa ressureição e Ascenção aos céus. Mas tu deves estar te perguntando, porque lhe dei a conhecer esta informação? Simples, para que a use! Mais do que a use a viva intensamente. O testemunhou que Cristo nos deixou é um exemplo a ser seguido, porém, não é querer ser Deus, ao contrário, “Pois aquele que se tornar pequeno e simples como esta criança será como o maior de todos no reino dos céus” (Mt 18:4), ou seja, ser como a criança do evangelho, humilde, de coração puro e sempre exalando a santidade. Devemos buscar seguir os passos de Jesus se preciso for morrendo por amor a Ele, como muitos mártires fizeram.

Por isso, te convido hoje a refletir como está sua vivencia de fé, estas procurando amar e servir a Deus? Buscar ser Santo? Estas sendo humilde? Isto são pequenos fatores para aqueles que desejam ardentemente ter a vida eterna. Basta ver o exemplo dos Santos, Santa Catarina de Siena, ao sentir nojo de limpar as feridas de uma Irmã sua, bebeu o liquido podre do recipiente onde retorcia o pano para derramar a água putrefata, tudo isso, para vencer seus prazeres corporais e por amor a Nosso Senhor Jesus Cristo. Irmão é preferível perder esta vida aqui na terra para viver eternamente contemplando a Deus na visão beatífica, porém a santidade é progressiva, ninguém se santifica de um dia para o outro, e não tente por suas próprias forças, mas clame a Deus que Ele te de a graça e caminhe nesse rumo destinado a todos, mas que poucos escolhem. E você, qual rumo vai escolher?


Eduardo Augusto Patatt Fucilini- Membro de aliança da Comunidade Legati Christi.



"Ad Maiorem Dei Gloriam"

18 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page