Buscar

O carnaval chegou! O que significa isso para nós CATÓLICOS?

Devemos entender que as festas são momentos de alegria (Lucas 15:7) e quando Jesus Cristo está presente, podemos desfrutar verdadeiramente de momentos prazerosos diante do Senhor!

O povo de Deus é um povo festivo, pois Deus é Deus de festas. Deus quer um povo alegre, um povo que busca a Santidade e vida eterna. Para nós Católicos, o Carnaval é uma festa comum, popular anual, que dá início à Quaresma — o período de quarenta dias que antecede a Páscoa, em que nos preparamos para celebrar a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo — e que termina na Quarta-Feira de Cinzas; no qual temos que ter consciência de alguns conceitos importantes para não cometer o pecado e sair fora do caminho para a Santidade.


Devemos entender que as festas são momentos de alegria (Lucas 15:7) e quando Jesus Cristo está presente, podemos desfrutar verdadeiramente de momentos prazerosos diante do Senhor! As festas também envolvem trabalho, serviço e aceitação do convite (Mateus 22:2-14). Atualmente, muitos Católicos certamente participam do Carnaval! Existem, inclusive, comunidades que participam de desfiles e realizam o chamado “Carnaval com Cristo”, “Acampamentos com Cristo” em épocas de Carnaval, entre outros. Muitas pastorais (juventude) e movimentos Católicos, comunidades Católicas e as paróquias se mobilizam para realizar um tipo de Carnaval para Cristo, nos quais está igualmente presente a alegria, em retiros, estudos, encontros, adoração ou outras experiências espirituais.


No entanto, é bom ter cuidado com os exageros. Tudo o que é demais prejudica! O mal do Carnaval não está na festa em si, mas no modo como muitos encaram estes dias, e como agem. Além do mais, o Carnaval já se tornou uma festa folclórica, ou seja, já faz parte da vida cultural do nosso país.

Compreendemos que, carnis levale, conhecido também como carne vale, surgiu como um período para as pessoas extravasarem seus desejos antes de iniciarem a Quaresma. A expressão significa “retirar a carne” e representa o Carnaval exatamente como o momento de preparação para que os prazeres carnais fossem retirados. No livro de Judas, está expresso: “Esses homens são rochas submersas nas festas de fraternidade que vocês fazem, comendo com vocês de maneira desonrosa. São pastores que só cuidam de si mesmos. São nuvens sem água, impelidas pelo vento; árvores de outono, sem frutos, duas vezes mortas, arrancadas pela raiz (Judas 1:12)”.

O Carnaval no Brasil é a maior festa popular, ou festa folclórica, como já mencionada anteriormente, além de ser uma festa móvel que tem sua data determina pelos critérios que definem a data da Páscoa. Assim, uma vez estabelecidos os dias da Páscoa, é possível definir os do Carnaval, uma vez que a Terça-feira de Carnaval é fixada exatamente 47 dias antes da Páscoa.


Porém, devemos sempre destacar que o Carnaval antecede a Quaresma, um período de 40 dias que antecede a Semana Santa e é marcado pela contrição e pelo jejum. “Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; rasgai o coração e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo” (Cf. Joel 12, 12-13).


E jamais esquecer...“Estava próxima a festa judaica da Páscoa (João 6:4) ”, a maior festa para nós Católicos, pois é a Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo! E o anjo disse: "Escreva: felizes os convidados para o banquete do casamento do Cordeiro!" E acrescentou: "Estas são as palavras verdadeiras de Deus". (Apocalipse 19:9)

Portanto, estejam preparados! Convertei-vos e Crede no Evangelho!


80 visualizações0 comentário